2022-03-11 - Caminhões

Mulheres no volante: Os desafios para as mulheres caminhoneiras

Mulheres no volante: Os desafios para as mulheres caminhoneiras

Por muito tempo, essa foi uma atividade exclusivamente masculina, mas a função de dirigir caminhões vem sendo cada vez mais exercida por caminhoneiras. A procura da profissão por elas é tão grande que hoje já existem mais de 180 mil mulheres caminhoneiras no Brasil, de diferentes faixas etárias e que atravessam as rodovias do país enfrentando uma rotina árdua e de muitos desafios.

 

As principais razões para o aumento da busca pela atividade são:

 

  • Independência financeira;

  • Liberdade;

  • Empoderamento;

  • Protagonismo.

 

As mulheres vêm ganhando cada vez mais espaço em diferentes áreas, devido à luta constante por reconhecimento e direitos iguais, porém, ainda existem muitas barreiras neste caminho, seja para entrar em determinadas profissões ou para prosperar em suas carreiras. 

 

No mundo dos caminhões, a realidade não é muito diferente. Pensando nisso, elencamos algumas das principais dificuldades enfrentadas pelas caminhoneiras, para que elas se sintam representadas e seus colegas homens possam refletir sobre o assunto.

 

As dificuldades enfrentadas por mulheres caminhoneiras

 

  • Descriminação e preconceito

O preconceito é ainda muito presente nesse meio, tanto por parte de colegas de profissão, quanto pela sociedade. Muitas vezes a capacidade das mulheres de conduzir veículos de grande porte é colocada em dúvida e colegas homens acabam ficando com a vaga de emprego. 

 

Porém, este prejulgamento não tem fundamento, já que, ao contrário do que muitos creem, pesquisas apontam que mulheres são mais prudentes ao volante, se envolvem menos em acidentes, cometem menos infrações de trânsito e se colocam menos em situação de risco. Ou seja, as motoristas dão conta do trabalho sim e merecem mais oportunidades.

 

  • Ter que afirmar sua capacidade a todo momento

Apesar das mulheres estarem ocupando cada vez mais esses espaços, infelizmente ainda existem muitas empresas e pessoas que duvidam da capacidade dessas profissionais.

 

Além das dificuldades já conhecidas da área de atuação, é exigido constantemente das motoristas mulheres que provem que são capazes de dirigir caminhões com responsabilidade e ainda enfrentar longas jornadas de trabalho. Isto é, elas precisam comprovar suas habilidades para contratantes, familiares e a sociedade diariamente.

 

Essa é uma dificuldade que não será vencida apenas por uma profissional, mas virá da união de todas as trabalhadoras do setor e da conscientização de todos sobre não julgar uma pessoa pelo seu gênero.

 

  • Assédio

Infelizmente, o assédio ainda está presente em diferentes ambientes de trabalho e no meio dos caminhoneiros isso não é diferente. Para que esse cenário comece a mudar, gestores devem adotar uma postura que condene qualquer tipo de assédio que aconteça contra as motoristas

 

Ao longo da carreira profissional dessas mulheres, situações que as colocam diante de possíveis assédios são recorrentes, já que esse é um meio majoritariamente masculino e na maior parte do tempo essas mulheres estão sozinhas e, como já vimos nos tópicos anteriores, ainda não são totalmente respeitadas em seus postos de trabalho.

 

É importante que exista uma política de denúncia nas empresas, para que essas mulheres se sintam acolhidas sempre que passarem por algum tipo de assédio e saibam que os assediadores não sairão impunes. Ao mesmo tempo, é essencial que aconteçam campanhas de conscientização sobre o tema, alertando todos sobre os danos que o assédio causa na vida de uma mulher.

 

Leia também: Como não ficar parado na estrada com problemas mecânicos

 

  • Falta de uma rede de apoio

Por mais que seja uma área com cada vez mais representatividade feminina, elas ainda são minoria na profissão. Segundo dados de 2015 da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (PNAD-IBGE) há por volta de 1.930.664 caminhoneiros no Brasil. Desse número total, apenas 10% são mulheres.

 

Essa discrepância impacta de forma negativa diversas questões que envolvem o dia a dia de uma profissional que vive viajando pelas estradas brasileiras, já que a sociedade em geral ainda não se acostumou com a ideia de uma mulher motorista de caminhão. Como já sabemos, não é nada fácil  lidar com essa “desconfiança” disfarçada de preconceito.

 

Muitas vezes, as pessoas que deveriam oferecer uma rede de apoio para essas mulheres, como os próprios familiares e seus colegas de ofício, se posicionam contra a escolha delas por essa profissão. 

 

Quanto mais campanhas de conscientização sobre a ocupação desses postos por mulheres e mais projetos focados em datas comemorativas, como Dia da Mulher, Dia das Mães e Outubro Rosa, mais a sociedade entenderá que elas chegaram para ocupar e ficar.

 

Leia também: 6 apps que todo caminhoneiro precisa conhecer

 

  • Insegurança e medos

Dirigir um caminhão não é tarefa fácil. Ser caminhoneiro é arriscado e exige bastante de quem escolhe essa profissão. E quando se trata da segurança das caminhoneiras, o tema fica ainda mais sensível. 

 

Percalços como rodovias em péssimas condições, assaltos, saudade da família, hospedagem em pensões, noites mal dormidas, entre outros, podem ocorrer, mas para as mulheres motoristas de caminhão tudo ganha outra dimensão, devido ao preconceito e assédios que elas sofrem e a falta de acolhimento por parte de contratantes e colegas.

 

Porém, já está mais do que na hora de entendermos que a classe dos caminhoneiros envolve homens e mulheres, por isso, o apoio e as trocas devem acontecer e sem sexismo.

 

Leia também: 6 dicas para dirigir a noite com segurança

 

Novas oportunidades e evolução

Como vimos, as mulheres estão se adaptando e adentrando cada vez mais nesse mundo, mas a sociedade, os contratantes e os motoristas homens também precisam se conscientizar e se adaptar a essa nova realidade. Somente assim o setor se consolidará como um espaço para todas e todos!

 

Gostou de saber mais sobre a realidade das mulheres caminhoneiras? 

Esperamos que você tenha gostado do nosso conteúdo e achado as informações úteis. Para ficar por dentro de mais artigos como este, fique atento ao nosso blog. 

Simule o financiamento do seu caminhão

Preencha os dados abaixo para simular o valor das parcelas.

Valor da entrada: 20%

(Minimo 20%)

Valor da entrada:

parcelas de

Encontre uma concessionária

Clique abaixo para localizar a concessionária mais próxima de você:

Encontrar
Faltam:
para a maior promoção do ano