ligue agora: 0800 643 4443 - de segunda a sexta-feira das 8h às 19h.

SINDIPESA reivindica padronização nas leis de cargas excepcionais

     

      Recentemente o SINDIPESA (Sindicato Nacional das Empresas de Transporte e Movimentação de Cargas Pesadas e Excepcionais) enviou um documento de ofício a todos os Departamentos de Estradas de Rodagem do país, pleiteando a oficialização dos tópicos definidos pela resolução 01 de 2016 do DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura em Transporte) para padronização das leis relacionadas a cargas pesadas e excepcionais. Define-se como cargas pesadas e excepcionais máquinas agrícolas, de uso industrial, estrutura metálicas, vagões, pás eólicas, transformadores, reatores e guindastes.

            As mudanças solicitadas envolvem:

  • Padrão nas normas de peso máximo por eixo e conjunto de eixo;
  •  Estudos de viabilidade de estrutura das obras de arte especiais;
  •  Fórmula para cálculo da tarifa de utilização de via;
  •  Tabela de dimensionamento e qualificação de escolta para comboios.

 

     Essas são reivindicações essenciais para melhorar os processos, reduzir os custos e otimizar tempo.

Observe na tabela abaixo algumas das divergências das normas atuais:

 

     Desde 2014 vê-se reclamações por parte das empresas de transporte. Com diversas reclamações por parte das empresas de transporte desde 2014, essa iniciativa da SINDIPESA, que representa as 50 maiores empresas do segmento, visa dar os primeiros passos para a regularização.

 

     E você estradeiro, o que achou das propostas? Como são as normas na sua região? Comente e conte para nós!