Ligue agora: 0800 643 4443

2018-08-24 - Curiosidades

Saúde do caminhoneiro: a importância da vacinação

Saúde do caminhoneiro: a importância da vacinação

Você pode sair todos os dias pelas estradas do país para conquistar seus objetivos, mas tem uma coisa que não se pode comprar: a saúde. Confira as dicas de saúde que separamos para você viver melhor:

 

Quais vacinas são ideais para os caminhoneiros?

- Hepatite B

- Febre Amarela

- Dupla adulto: combate a difteria e tétano (reforço a cada dez anos)

- Tríplice viral: combate o sarampo, caxumba e rubéola

- Gripe (anualmente)

 

Cuidados com a saúde

O ditado já diz: “é melhor prevenir do que remediar”. Por isso, é importante que o cuidado com sua saúde seja constante, para que não tenha que enfrentar doenças que vão afetar não só seu trabalho, mas toda sua vida.

É importante lembrar que em qualquer situação de mal-estar, o correto é procurar um profissional de saúde e nunca se automedicar. A estrada pode ensinar muitas coisas, mas nenhuma experiência substitui o entendimento de um médico. Com as longas viagens e uma rotina corrida, muitas pessoas acabam deixando para buscar ajuda médica quando a saúde já está bem comprometida, mas na verdade, quanto antes começar o tratamento, mais rápido tudo será resolvido.

Por isso, a vacinação é tão importante e ajuda a combater as enfermidades transmissíveis mais comuns. Por mais que elas sejam tratáveis, ainda não foram erradicadas e em alguns casos podem trazer complicações graves e até a morte.

Atualmente, além dos hospitais e postos de saúde, existem ações gratuitas de vacinação e cuidados de postos de combustível e concessionárias de rodovias para ajudar quem está sempre na estrada a cuidar de sua força.

 

Confira agora as vacinas indicadas pelo Ministério da Saúde e entenda as doenças que elas combatem:

- Hepatite B: uma infecção causada por um vírus que infecciona o fígado e os sintomas mais comuns são enjoos, vômitos, cansaço, febre, dor abdominal e nas articulações.

- Febre Amarela: transmitida por um mosquito, é uma infecção que não é transmissível de uma pessoa para outra, nem de outros tipos de animais. Macacos sofrem com a doença como os humanos, mas não transmitem. Além de dar um aspecto amarelado no corpo, ainda pode apresentar febre, dor nas costas, cabeça e por todo o corpo, cansaço, calafrios, enjoos e vômitos.

- Dupla adulto (combate a difteria e tétano): a difteria é transmitida de uma pessoa para outra e os sintomas mais comuns são tosse, febre, dor de garganta e de cabeça, chiado no peito, dificuldade de respirar e engolir, entre outros. O tétano é causado por uma bactéria e geralmente entra no corpo por uma ferida. Seus sintomas são espasmos e rigidez nos músculos de todo o corpo, febre, hipertensão e batimentos cardíacos acelerados.

- Tríplice viral (combate o sarampo, caxumba e rubéola): o sarampo é transmitido por um vírus de pessoa a pessoa e seus sintomas principais são febre, tosse, coriza, manchas vermelhas pelo corpo e cansaço. A caxumba é causada por um vírus e transmitida pelas vias respiratórias e os sintomas são febre, inchaço e dor nas glândulas salivares, dor de cabeça, cansaço e perda de apetite. Por mais que seja mais comum em crianças e adolescentes, é nos adultos que as complicações podem ser mais sérias, afetando órgãos de reprodução. A rubéola é parecida com as duas anteriores, com o mesmo tipo de transmissão e com sintomas como febre, dor de cabeça, inflamação nos olhos, pontos vermelhos no corpo, congestão nasal, dor muscular e mal-estar constante.

- Gripe: pode parecer a mais simples de todas as doenças listadas, mas além de todos os sintomas como febre, coriza, dor no corpo e cansaço, ela pode se desenvolver para casos mais graves como pneumonia. Recentemente surgiram novos tipos da doença, como H1N1, que são mais difíceis de tratar e podem levar à morte.

Vale lembrar que qualquer enfermidade que torna a imunidade baixa pode tornar mais fácil o surgimento de outras doenças, principalmente para os motoristas que vão para ambientes diferentes todos os dias. Outro ponto de atenção quando falamos de uma doença transmissível, é a facilidade de levá-la a outras regiões, principalmente quando se viaja com frequência.

 

Se você quer se manter atualizado com notícias feitas para quem pega estrada, siga nosso blog e nossas redes sociais: Facebook | Instagram

 

 

 

Este artigo foi produzido com base em pesquisa realizada nos principais canais de informação do mercado de transporte. As afirmações contidas aqui não representam o posicionamento da Volvo.

Simule o financiamento do seu caminhão

Preencha os dados abaixo para simular o valor das parcelas.

Valor da entrada: 20%

(Minimo 20%)

Valor da entrada:

parcelas de

Encontre uma concessionária

Clique abaixo para localizar a concessionária mais próxima de você:

Encontrar